Os Discos do Sérgio Godinho

B Fachada

Compositor: Não Disponível

Só me mostravas discos do sérgio godinho,
Dominavas o glossário daquele verso irregular
Ao santuário trazias moços e vinho
Vinhas com a viola ao ombro para poder encantar

Liberdade esta a passar por aqui
E agora e hora de eu te a dar a ti (x2)

Pedi-te a viola falei-te na minha escola
Que e nula e não vou la a não ser para mim
E preparei-me para cantar pus o capo no lugar
Fiz questão de me levantar
Dei corda a unha dei corda à composição
Mesmo sabendo que não gostavas da canção

Eu também sei escrever para te cantar assim
Com o verso, enfim, quebrado quase falado
Eu também sei escrever para te cantar assim
Com medo de guardar segredo quando o verso é mal cantado

Senti-te a falta quando seguiste caminho
A cama fria o meu cantinho a ver a solidão ficar.
No quarto a viola de fininho
Vai guardando cada letra que eu recuso cantar

E a liberdade já passou por aqui
Mas estava mal ensinada quis salvar-te só a ti (x2)

Pediu-me a viola para eu lhe passar a bola
A vida crua de rua estava a levar-me ao fim
Não tendo nada para dizer pus a cadência a tocar
Deixei o fado falar
Dei corda a unha, dei unha a corda solta
Canções hão de sair mesmo sem te trazer de volta

Eu também sei escrever para te cantar assim
Com o verso enfim, quebrado quase falado
Eu também sei escrever para te cantar assim
Com medo de guardar segredo quando o verso é mal cantado (x2)

Só me mostravas discos do sérgio godinho
Dominavas o glossário daquele verso irregular...

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital